O medo de engasgar me mantém afastado da cadeira do dentista

Em um estudo publicado pela Associação Odontológica Americana sobre a epidemiologia de engasgos durante o tratamento odontológico, verificou-se que quase metade dos 478 participantes do estudo relataram engasgos em pelo menos uma ocasião durante as consultas. Além disso, 7,5% dos participantes relataram quase ou sempre engasgar.

O estudo mostrou que, devido a alta frequência de problemas com engasgos, os pacientes eram mais propensos a ter níveis mais elevados de medo relacionados aos cuidados com os dentes, medo da dor e aumento de crenças negativas sobre profissionais de odontologia e do tratamento odontológico.*

Conversamos com um paciente do Dr. Jonathan L. Ferencz que sofre de um grave reflexo de engasgo. Tão grave que o mantinha afastado do consultório do dentista até que fosse totalmente necessário.

Você possui um problema de engasgo ao ir ao dentista?

"Isso seria um eufemismo. Eu tenho um grave reflexo de engasgo – caso este seja o nome técnico. A gosma utilizada para fazer a moldagem, até mesmo pensar nela, me manteve longe da cadeira do dentista até uma situação que não fosse possível aguentar mais.

Ao ir ao dentista, eu dizia precisar de um forte sedativo.

Tenho 61 anos. Tenho posto coroas ao menos nos últimos vinte anos. E durante este período, estes 20 anos, tem sido um esforço enorme.

Embora, até mesmo quando era criança, usei aparelho ortodôntico, mas ele tinha que ser retirado, pois eu não aguentava. Quando colocavam os braquetes na parte de trás dos dentes, eu passava mal."

Qual a sensação?

"Sinto como se fosse vomitar, quando há algo tocando o céu de minha boca.

E agora, é diferente com o TRIOS® – um scanner intraoral?

"Desta última vez, eu estava agendado para receber uma coroa, o Dr. (Jonathan L.) Ferencz me disse que eles não precisariam fazer um molde. Ele me falou sobre o scanner.

Foi uma longa consulta, pois fizemos tudo em um dia. Ele realizou o escaneamento e o planejamento, em seguida houve, talvez, um intervalo de duas horas. E ele colocou a coroa. Não me recordo exatamente, mas foi algo suportável e eu pude me acostumar.**

Ter o scanner em minha boca não me incomodou. Deu tudo certo.

O problema comigo é ter aquela gosma do material de moldagem e a moldeira em minha boca. Quando toca no topo do meu palato, começo a engasgar.

O scanner (TRIOS®) não me causou nada. Nem as mãos do Dr. Ferencz – elas não me incomodaram. Foi algo indolor.

Eu realmente não percebia quando ele iniciava ou terminava o escaneamento, mas ele é um profissional, por isso, tenho certeza que pararia se fosse preciso. Ele é ótimo."

Então, o escaneamento intraoral eliminou o seu reflexo de engasgo?

"Penso que todo o procedimento foi um avanço de verdade. A coroa teve uma adaptação perfeita e não senti nenhum desconforto ou coisa do tipo.

Já tive coroas de ouro. Já tive coroas de todos os tipos. Este é definitivamente a melhor e mais fácil!"

Matérias relacionadas:

Este reflexo de engasgo é sério –
http://www.3shape.com/knowledge-center/news-and-press/news/2015/this-gag-is-serious

*O Reflexo de engasgo e sua associação relacionada ao medo no cuidado com os dentes, medo da dor e crenças sobre o tratamento –
www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/24789238

**A matéria da Dentaltown sobre o CAD/CAM como ferramenta para os consultórios –
http://www.dentaltown.com/Dentaltown/Article.aspx?i=401&aid=5606

Para as notícias